Para o desespero dos fãs, a Netflix não teve dó dos sensates e no mês de junho cancelou Sense8. A principal alegação foi que a série não entregava em números de audiência o que o serviço investia em sua produção. Pudera, de acordo com Roberto Malerba, cada episódio da segunda e última temporada custou cerca de 9 milhões de dólares.

O cancelamento causou comoção nas redes sociais, abaixo assinados, choro, grito e ranger de dentes. Inclusive os atores do show se manifestaram lamentando o término. O fato é que o cancelamento pegou a todos de surpresa, visto que último episódio da segunda temporada deixou os espectadores com mais perguntas do que respostas. O problema, mais do que o cancelamento da série, foi ela não ter um desfecho.

Mas essa não seria a primeira vez que uma série terminaria sem final. Aconteceu com Firefly, Freaks And Geeks, Heroes, The Following, entre tantas outras. Nem seria a primeira vez que os fãs, órfãos e magoados se movimentam para salvar uma produção à beira do precipício. A própria Netflix não se furtou a cumprir o papel de ‘salva-séries’ e trazer produções canceladas para o serviço, dando-lhes um final decente.

O fato é que dessa vez, o que salvou Sense8 do limbo foi a movimentação dos fãs. Uma experiência já vivida por outras produções com sucesso.

Veronica Mars

O cancelamento da série em 2007 causou uma grande mobilização. Como protesto, os fãs enviaram para a CW 10 mil barras do chocolate Mars. Ainda assim, a emissora não aceitou retornar com a produção. O criador do show, decidiu fazer um filme baseado na série e pediu ajuda aos fãs. Em 10 horas ele já tinha 2 milhões de dólares garantidos. No total, o pedido angariou 10 milhões de dólares. E, em 2014, graças a financiamento coletivo, a produção ganhou um telefilme e pode concluir sua história totalmente patrocinada por fãs.

The Killing

O drama investigativo que trazia Mireille Enos como protagonista, foi cancelado pela AMC no final da segunda temporada. A série soturna e cheia de assuntos densos como exploração sexual, abandono de crianças e adolescentes e corrupção policial, ganhou uma nova chance após o barulho dos fãs. A própria AMC a cancelou novamente. Foi quando a Netflix salvou a série dando um quarto ano que encerrou com dignidade a produção.

Arrested Development

A série nunca foi um sucesso de público, mas tinha fãs fiéis que sofreram após o cancelamento da FOX, em 2006. Em 2013 a Netflix trouxe a produção para sua grade com uma temporada em um formato diferente que não agradou muito e a série ficou em aberto, sem renovação e nem cancelamento. Mas esse ano, o serviço de streaming já anunciou que a quinta temporada vem aí e com todo o elenco original. No entanto, ainda não se sabe se a fórmula original será resgatada ou se há novos planos para a produção.

Star Trek

Nem os clássicos geeks escapam! Em 1968, Star Trek enfrentou a ameaça da baixa audiência. Cancelada após sua segunda temporada, a série ganhou apoio de fãs dedicados. Eles escreveram uma carta para a NBC e conseguiram que a produção tivesse um terceiro ano.

Enfim, não é a primeira e não será a última vez que a voz dos fãs foi ouvida para que um show tenha a dignidade de um final ou uma nova chance.