Home Séries Dear White People Sete séries com protagonistas não-brancas na Netflix
Sete séries com protagonistas não-brancas na Netflix

Sete séries com protagonistas não-brancas na Netflix

0
0

Não tem como negar, é a santa Netflix quem sempre nos salva do tédio, tornando nossos dias, noites e madrugadas muito mais felizes.

De uns tempos pra cá, além de reproduzir conteúdo comprado de outros canais, o serviço de streaming também tem produzido conteúdo próprio e, devo admitir que muitas das séries originais são incrivelmente fantásticas e valem a pena ser vistas.

O difícil é só escolher qual delas vai ser a próxima, não é? Mas levando em consideração a comemoração do Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha, o Séries Por Elas separou uma listinha bem especial, sete séries com personagens não-brancas pra dar play agora. Confira:

1 – Cara gente branca

dear

Impossível começar essa lista sem falar de uma das séries mais comentadas do ano. Cara Gente Branca, produção da Netlifx, fala sobre um grupo de estudantes que tem de enfrentar diversos tipos de preconceito em uma universidade americana de elite, predominantemente dominada por pessoas brancas. Logan Browning interpreta a protagonista Samantha White.

>>Leia também
Cara Gente Branca: 10 temas importantíssimos discutidos na nova série da Netflix

 

2 – One day at a time

one day time netflix

Se você está procurando uma vibe latina, a indicação é One Day At a Time, também original da Netflix. Na série, uma família americana com raízes cubanas, composta por uma mãe recém-divorciada e ex-militar que precisa criar sua filha adolescente e o filho mais jovem, com a ajuda de sua mãe, uma cubana conservadora, e seu amigo Schneider. Risada e diversão na certa.

>>Leia também
One Day at a Time: quando a descoberta da sexualidade fortalece os laços de amor

 

3 – Jane the Virgin 

Jane The Virgin 3×19

Novela mexicana é seu forte? Você adora reviravoltas malucas? Então, entre agora na Netflix e dê play em Jane the Virgin. Na série, Jane Villanueva é uma jovem latina religiosa que tem uma promessa de manter sua virgindade até o casamento, mas uma médica acidentalmente a insemina artificialmente durante um exame. O doador é um homem casado, um ex-playboy, e sobrevivente do câncer, que não é apenas o novo proprietário do hotel onde Jane trabalha, mas era também seu amor quando adolescente.

>>Leia também
Jane the Virgin: a reinvenção das telenovelas

 

4 – Queen of the South

rainha do sul

Ainda no gênero mexicano: nascida e criada no México, Teresa teve de aprender a se cuidar sozinha desde pequena, aprendendo rapidamente como se virar na vida, inclusive financeiramente. Esperta, perspicaz e observadora, ela irá sempre atrás do melhor, baseada em sua própria conduta moral. Então, quando seu namorado traficante é assassinado, ela partirá como refugiada para os Estados Unidos, mas determinada a vencer ao seu modo – ainda que ela tenha de formar novas alianças, desbancar um criminoso influente e, assim, assumir a chefia de um poderoso cartel de drogas

>>Leia também
A Rainha do Sul e a falta do feminismo

 

5 – The Fosters

the fost

Drama focado nos desafios cotidianos de um casal de mães lésbicas e seus três filhos. A família, que já passa por dificuldades, tem sua rotina totalmente alterada com a chegada de Callie e seu irmão, uma adolescente e uma criança, órfãos que pertencem ao sistema de adoção.

>>Leia também
The Fosters: derrubando barreiras e ampliando a representatividade LGBTQ+ na TV

 

6 – Crazyhead

Crazyhead

Na história, alguns espíritos, após a morte do corpo, continuam vagando pela Terra na tentativa de finalizar tarefas. Para tanto, esses espíritos precisam tomar posse de corpos que ainda estão vivos. Quando não estão possuindo algum corpo, eles caminham livremente. Em meio aos vivos está Amy, uma jovem que trabalha em um boliche. Ela e sua amiga Raquel, uma autodenominada caçadora de demônios, assumem a missão de livrar a humanidade desses espíritos atormentados.

>>Leia também
Crazyhead: a medida certa de girl power, terror e comédia

 

7 – Madame Antoine

madame

Para os amantes de doramas, a dica é Madame Antoine. Insistindo que seus poderes são o resultado de uma conexão espiritual com Maria Antonieta, Go Hye Rim (Han Ye Seul) se tornou uma famosa vidente especializada em todos os assuntos românticos. Na realidade, os poderes dela vêm da observação aguçada e não da magia. No entanto, quando ela concorda em participar de um experimento psicológico que tem como objetivo desmistificar a existência do verdadeiro amor, Hye Rim, de repente, vê sua carreira ameaçada por Choi Hyun Soo (Sung Joon), um psicoterapeuta cético.

>>Leia também
K-dramas: as “séries” coreanas
Gabriela Bandeira Jornalista mineira, totalmente apaixonada por literatura nacional e internacional. Assistia as mesmas sitcoms até descobrir a coisa mais maravilhosa dessa vida, chamada Netflix e começar a maratonar tudo e qualquer série que recomendassem, a maioria protagonizada por mulheres incríveis e empoderadas, por favor.

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *