Home Girl Power! Lena Waithe, mulher negra e lésbica, ganha Emmy. O que isso significa?
Lena Waithe, mulher negra e lésbica, ganha Emmy. O que isso significa?

Lena Waithe, mulher negra e lésbica, ganha Emmy. O que isso significa?

0
0

Lena Waithe Emmy

Há um tempo publicamos aqui um texto que abordava a importância, as particularidades e a delicadeza (sem falar na beleza!) do episódio “Thanksgiving”, da série Masters of None, da Netflix.

Depois do Emmy 2017, certamente você já deve conhecer esse episódio – ainda que não assista a série. Mas resumidamente, nele, vemos a descoberta de Denise, personagem de Lena Waithe, sobre sua sexualidade e como assumir isso impactou sua vida e a da sua família. Se você não assistiu, assista! Não pela série, não pela temática. Mas pela forma sensível com que sentimentos e emoções são abordados no episódio.

Denise é mulher, negra e homossexual. Lena também. No último final de semana, ela ganhou um Emmy por Melhor Roteiro de Série de Comédia exatamente pelo episódio que escreveu retratando a história de sua personagem, que refletia sua própria história. E assim, marcou história sendo a primeira mulher negra a ganhar na categoria. Inclusive, foi a primeira negra a ser sequer indicada ao prêmio.

E isso quer dizer muito para alguém cuja expectativa da sociedade era não conseguir quase nada. Lena trouxe à luz (a tela e ao palco) a causa LGBT e a luta negra. Ela mostrou que quando há oportunidade, se brilha. Quando há incentivo, se vai mais longe. Quando lhe dão espaço, existe representatividade. E quando há representatividade, existe esperança para os demais; para o futuro!

Em seu discurso, ela primeiro agradeceu sua mãe, por inspirar o episódio. Depois, a Aziz, co-criador da série e seu colega de cena, por insistir que ela co-escrevesse o roteiro. Por fim, mencionou sua “família LGBTQIA”. “As coisas que nos diferenciam, são nossos superpoderes”, disse. “Todos os dias, vocês acordam, colocam suas capas, saem e vão conquistar o mundo, porque o mundo não seria tão bonito se nós não estivéssemos nele”.

Para uma série de comédia, que aparenta ser despretenciosa, Master of None vem protagonizando a mudança que a gente quer ver na telinha.

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *