Comecei a assistir séries com 10 anos. E na maioria das vezes, elas tinham o ensino médio como pano de fundo. Cheias de romances previsíveis, meninas malvadas e bastante drama. Não me entenda mal, eu ainda assisto séries adolescentes, mas assim como minhas personagens preferidas, eu cresci, e os problemas da vida de jovem adulta começaram a aparecer: incertezas sobre o futuro, sobre amor, como conseguir alcançar meus sonhos e principalmente como lidar com a faculdade. Então eu conheci Grown-ish, uma série leve de 20 minutos que trata exatamente daquilo que estou passando como uma jovem adulta.

Grown-ish é um spin-off de Black-ish, em que a filha mais velha dos Johnsons, Zoey (Yara Shahidi) vai pra faculdade e começa a enfrentar as dificuldades de estar sozinha pela primeira vez na vida. Como a maioria dos jovens universitários, Zoey não sabe muito bem o que quer, quem quer, como lidar com a pressão de ter que ser uma pessoa bem sucedida antes dos 25 anos, como lidar com as responsabilidades acadêmicas entre outras coisas.  São problemas que jovens de 20 e poucos anos enfrentam diariamente, e é muito gostoso ver uma série tratar desses dilemas de uma maneira simples mas ao mesmo tempo real.

Leia também
BLACK-ISH, A SITCOM FAMILIAR DO SÉCULO XXI

Além da Zoey, a série conta com outros personagens muito bons, principalmente as personagens femininas. Temos aqui cinco personagens mulheres, sendo amigas e tendo personalidades individuais. Existem três negras: Zoey, que está tentando um estágio na Teen Vogue, e as gêmeas-atletas Jazz e Sky, que fazem parte do time de atletismo. Temos a latina Ana, uma romântica criada em uma família católica, e Nomi uma judia que está se descobrindo bissexual e tem medo de contar pra família.

Elas estão longe de serem perfeitas, mas é isso que eu gosto nelas. Elas têm defeitos e são hipócritas algumas vezes, mas mesmo assim tentam se redimir e consertar os próprios erros. Os três personagens masculinos principais da série também são bons e com histórias individuais. Nenhum deles está sobrando na história. São sete indivíduos que estão tentando levar a vida. E sem pretensão nenhuma, se tornam personagens da vida real.

A trama da série gira em torno dos sete personagens, mas principalmente da Zoey, vivendo a vida jovem adulta universitária do melhor jeito que consegue. E é por isso que a série é tão boa de assistir, ela fala com essas pessoas perdidas que não sabem o que querem e que ao mesmo tempo querem tudo ao mesmo tempo. Além de ser sobre amadurecimento, Grown-ish deixa nosso coração quentinho por tratar desse tema de uma forma simples e divertido.

A série é uma produção do canal Freeform e já está na sua segunda temporada, sendo que a primeira está disponível na Netflix.