Lançada no dia 16 de Fevereiro, Everything Sucks recebeu uma chuva de comentários negativos pelo roteiro e atuação. Por outro lado, arrisco dizer que o show recebeu comentários positivos na mesma medida por outros elementos.

Para mim, a série está longe de ser uma comédia bem trabalhada como algumas outras que encontramos no catálogo da Netflix, não conta com o suspense que garante bons espectadores para Stranger Things (série com a qual ela tem sido compulsivamente comparada), mas esses motivos não fazem com que ela não valha a pena de ser assistida.

A série se passa nos anos 90 e são gritantes as referências a essa época, desde o figurino até a trilha sonora, mas isso está longe de ser seu ponto principal: Everything Sucks é muito mais do que umas baladinhas do Oasis e fazer com que você se sinta nostálgico, a série explora tópicos como amizade, a descoberta da sexualidade na adolescência e o inferno que é viver no ensino médio.

Levantamos quatro motivos pelos quais você deve dar uma chance para essa nova comédia da Netflix. Bora?

1 – A nostalgia

 

Assim que você aperta o botão do play a série te leva de volta para os anos 90. O figurino, a trilha sonora e as gírias vão fazer com que se sinta um adolescente da época que ouvia Oasis no seu walkman indo para a escola. Há quem diga que a nostalgia da série não é lá essas coisas, por outro lado alguns espectadores viajaram no tempo com todo o material nostálgico que a série apresentou, como fitas cassete e a popularidade dos CD’s.

2- Representatividade

Assim como em One Day at a Time, Everything Sucks traz temas como a descoberta da sexualidade na adolescência, o que é incrível, se levar em consideração o pequeno números de séries que falam sobre isso. Sem falar nas diversas cenas em que a comédia mostra a verdadeira importância da representatividade e em como ela é fundamental para a descoberta e aceitação das pessoas.

3- Trilha sonora

É difícil encontrar palavras para descrever uma trilha sonora tão maravilhosa como a de Everything Sucks. Se prepare para ouvir muito Oasis, Tori Amos, Alanis Morissette e várias outras bandas que foram referências nessa época, pois será uma overdose de nostalgia.

4- O elenco

É claro que vai ter momentos em que você vai querer invadir a tela e pegar os personagens pela goela para eles pararem de fazer burrada, mas logo em seguida você vai se identificar com eles e pensar que nessa idade faria a mesma coisa (se você for dessa geração dos anos 90, claro). É possível enxergar um pouquinho de si em cada personagem e quando você parar para admirar esse elenco vai perceber que fora das telinhas eles são uns amores e super atenciosos com os fãs.