Com certeza, Obama dispensa qualquer tipo de apresentação, assim como Letterman, que durante 33 anos foi apresentador de alguns programas noturnos na TV americana. Aposentado desde 2015, quanto foi demitido da CBS, Letterman deu uma pausa em sua aposentadoria e fechou seis episódios de um novo programa com a Netflix.

My Next Guest Needs No Introduction, em português O meu próximo convidado dispensa apresentações não tem o formato convencional dos ‘Late-Nights’ que conhecemos. Não tem banda, não tem cenário e nem bancada, parece mais uma conversa entre amigos. E no desenrolar da conversa, a sensação que o Letterman e Obama nos passam é exatamente essa.

Com algumas boas piadinhas, tiradas rápidas e histórias de família, Obama mostra o carisma que o levou a ser presidente dos EUA pela primeira vez. Fala sobre seu pai, da força que sua mãe tinha, do companheirismo de Michelle e sobre a mudança da filha mais velha para a Universidade.

Letterman, como muitos outros americanos, mostra que ainda sente saudades do seu ex, e não perde a chance de ‘chamar’ Trump na conversa. Foi falada sobre a possível manipulação nas últimas eleições, sobre como as fontes de notícias são usadas hoje e que talvez a internet não esteja sendo usada da forma mais proveitosa.

Em um dos pontos da entrevista, Letterman conversou com o congressista John Lewis, conhecido pela luta a favor dos direitos civis da população negra, e contou sobre o Domingo Sangrento, como ficou conhecido o dia em que os negros marcharam em Selma, no Alabama, para pedir por seu direito de votar nas eleições. O congressista falou sobre a luta dos negros e disse que naquele dia ele marchava para que Obama um dia pudesse chegar a presidência.

No fim da entrevista, Obama ainda falou da Obama Foundation, que pretende integrar jovens do mundo inteiro em uma grande comunidade para trabalhar pelo bem do futuro.

O programa tem 60 min de duração e está disponível na Netflix. Os próximos episódios serão liberados mensalmente e terão George Clooney, Tina Fey, Malala Yousafzai, Howard Stern e Jay-Z entrevistados.