Esse texto contou com a colaboração de Carol Martins,
Maria Gabriela Bandeira, Mariana Fiorin, Melina Leal e Liz Vargas.

O universo das séries é permeado por termos em inglês. Como a maior parte das produções vem dos Estados Unidos, é natural que muitas expressões que nós usamos aqui no Séries por Elas, sejam nessa língua.

Mas às vezes, pra quem está começando nesse universo e não tem muita intimidade com essas palavras, fica difícil acompanhar. Por isso, vamos te explicar bem direitinho o que é cada um desses termos que recheiam o vocabulário das seriadoras.

O primeiro deles é o Cliffhanger.

Na tradução ao pé da letra, seria algo como à beira do precipício ou do abismo. É um recurso muito usado nas narrativas seriadas. Consiste em colocar um personagem, ou vários personagens importantes em uma situação limite. Pode ser um dilema, uma decisão que mudará toda a história, uma revelação bombástica.

Pra te ajudar a entender melhor, separamos seis cliffhangers históricos das séries de tv

1 – The Walking Dead

Quem foi a vítima de Negan? Os fãs de The Walking Dead se fizeram essa pergunta por meses, quando o último episódio da sexta temporada terminou com o elenco principal de joelhos aos pés do vilão enquanto ele atacava alguém com a Lucille.

2 – Grey’s Anatomy

Já vivemos bons cliffhangers na principal produção de Shonda Rimes. Como, por exemplo, no episódio 24 da quinta temporada. Izzie tem uma parada e havia assinado os papéis de não ressuscitação. Karev fica louco, começa os procedimentos mesmo assim e é seguido por Bailey, Richard e Cristina, que tentam salvá-la. Enquanto isso, no centro cirúrgico, George passa por uma complicada operação depois de sofrer um violento acidente.Quem morreu? George ou Izzie?! O episódio termina sem sabermos.

 

3 – Lost

A série toda era um imenso cliffhanger, né? Ao final de cada episódio ficávamos desesperadas para saber o que ia acontecer, nas season finales, então. Separei aqui o último episódio da primeira temporada. Lembra do John Locke abrindo a escotilha para finalmente descobrir o que tinha lá? Pois é, e a temporada terminou.

 

4 – Orange is the New Black

Esse nós estamos vivendo agora mesmo. Quando a quarta temporada terminou, mal tivemos a chance de viver o luto pela morte da Poussey e ficamos com Daya de arma em punho em meio ao motim das detentas de Litchfield. Isso sim é um cliffhanger. Estamos há 10 meses esperando para saber o que vai acontecer!

 

5 – Gilmore Girls

Pois é, o recurso do cliffhanger é tão popular que até Gilmore Girls fez uso dele para nos deixar de coração na mão. Foi no último episódio da quinta temporada, quando Lorelai pede o Luke em casamento e ficamos ali assistindo os créditos subirem sem saber o que ele respondeu.

 

6 – How to get away with murder

A série que tem como estrela Viola Davis, também distribui cliffhanger para todos os lados. Aqui, destaco o nono episódio da segunda temporada, que termina com o Wes criança falando sobre a mãe que cometeu suicídio, e uma advogada dizendo: “Oh Deus, Annelise, o que nós fizemos?”.

E é isso. Esse é o cliffhanger! Um recurso que, em geral, aquece as tramas, nos deixa a espera por alguns dias, semanas e às vezes meses. Serve também para colocar todo mundo para discutir os rumos da série e criando teorias mirabolantes do que vai acontecer.