Home Séries Chicago Med Chicago MED 2×20 – Generation Gap
Chicago MED 2×20 – Generation Gap
0

Chicago MED 2×20 – Generation Gap

0
0

Todo mundo sabe que a relação entre pais e filhos é sempre um pouco complicada, os nossos pais às vezes criam expectativas nem sempre alcançáveis. Ou esperam que a gente siga os seus passos e seja uma versão melhorada do que eles já foram. Quando isso não acontece vem uma certa frustração e a gente tenta provar da melhor forma que a nossa escolha foi a certa. E foi dessa relação que o último episódio de Chicago MED tratou.

O caso de destaque do episódio foi o do ‘Papa Halstead’, ver o tanto que o Will se sentia intimidado na presença do pai chegou a ser incômodo. A gente sempre vê o Will como o herói da emergência, vê-lo cabisbaixo, tentando provar o valor do trabalho dele para o pai, deu vontade de entrar na TV e dar uma abraço nele. Quem também acompanha Chicago PD, já sabia que a relação dos irmãos Halstead com o pai não era uma das melhores, Jay nunca fez muita questão de falar sobre pai e sempre pareceu um pouco desinteressado nesses assuntos de família. Foi legal entender o porquê disso e ver que no final o pai deles teve que dar o braço a torcer, reconhecer o esforço que o Will fez para chegar até ali e agradecer por isso. Também foi legal não terem matado o velho e ter deixado que ele dissesse isso ao filho e não que o Connor fosse o encarregado de dar o recado.

Outro destaque foi o problema da Dra. Charles. Eu não entendi porque o Dr. Charles se fez de desinteressado quando o Rhodes foi falar com ele sobre o que vinha acontecendo com a filha dele, estou com a sensação de que ele sabe de alguma predisposição para que isso aconteça e não quer aceitar isso. Deu uma pena, naquela cena final, em que ela percebe que está problema e olha meio desamparada para o pai. Espero que esse caso renda bons momentos entre os dois, a gente sabe que a Dra. Charles guarda um pouquinho de rancor pelo pai, mas eu acho que ela conseguiu perceber que ele está dispostos a ajudar e ficar ao lado dela.

Quanto ao caso paralelo a esses, ainda bem que existe o Dr. Charles em Chicago e que bom que ele é sempre ‘utilizado’. Acho que nenhum outra série médica da destaque ao psicólogo do elenco e é bom ver que em Chicago MED ele é sempre uma das peças principais. A gente também não pode deixar de falar sobre a relação do Will e da Nina, tá começando a dar pena dela, ou se resolve logo a situação de Manstead ou deixa os dois serem felizes, não é legal ficar fazendo a Nina sofrer à toa. E a tentativa de empurrar a Reese para o Noah também foi bem nada a ver, se tão querendo dar destaque pro personagem dele vamos pelo menos criar uma história e mudar um pouco a imagem dele, porque pra mim ele continua sendo o mesmo mimado dos episódios da primeira temporada.

Chicago MED entrou em hiato e só volta no dia 27 de abril.

Liz Serpa Liz, carioca made in Brasília em 1986. Maratonista de séries, pós-graduada em cultura inútil, nerd, leitora, jogadora, boa ouvinte e um tanto perdida.

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *