atrizes marcha das mulheres 2018

Neste sábado (20) aconteceu a Marcha das Mulheres em várias cidades americanas. O protesto, em sua segunda edição, foi marcado no dia em que a posse de Donald Trump completou um ano e fez duras críticas às políticas misóginas e ofensivas do presidente.

Viola Davis participou do evento e, mais uma vez, usou da sua voz para para fazer história. Em um discurso poderoso, a atriz citou o movimento de mulheres que vêm denunciando casos de assédio em Hollywood e não se esqueceu da situação de outras mulheres que também já sofreram qualquer tipo de violência sexual e que vivem em situação de maior vulnerabilidade social.

 

Quem também discursou nesta segunda edição em Los Angeles foi a atriz Scarlett Johansson que explicitou como as mudanças são necessárias para que as próximas gerações de mulheres não enfrentem os mesmos problemas que muitas já enfrentaram.

 

Whoopi Goldberg, participou da marcha em Nova York e disse que a única maneira de fazer uma mudança é se todos nós nos comprometermos a mudar. E acrescentou: “Nós temos que decidir que as pessoas que nos representam têm que representar todos nós. Elas não podem representar só alguns de nós.”

Jane Fonda (Grace and Frankie) também participou da Marcha em Sundance, Utah, e fez um discurso para o público presente.

Grávida, Eva Longoria e Felicity Huffman (ambas de Desperate Housewives) foram para as ruas protestar em Los Angeles.

A cantora Adele e as atrizes Camerom Diaz e Jennifer Lawrence postaram uma foto juntas durante a Marcha.


A atriz Natalie Portman também participou do evento e revelou que sofreu “terrorismo sexual” na adolescência depois de protagonizar o filme O Profissional. Na época com 13 anos, a atriz recebeu uma carta de um fã que relatou uma fantasia de estupro com ela: “Eu entendi muito rapidamente, até mesmo como uma adolescente de 13 anos, que se eu me expressasse de forma sensual eu não me sentiria segura e que homens poderiam se achar no direito de falar sobre meu corpo e objetificá-lo, o que me deixaria desconfortável“.

Women’s march Los Angeles January 20th 2018

Uma publicação compartilhada por Natalie Portman (@nportmanofficial) em

Krysten Ritter, a nossa amada Jessica Jones, Lupita Nyongo e Zoey Deutch também foram à luta!

Here we go Women’s March 2018! #WOMENSMARCH2018

Uma publicação compartilhada por Krysten Ritter (@therealkrystenritter) em

SIGNS UP, TIME’S UP. #PowerToThePolls #WMLA2018

Uma publicação compartilhada por Lupita Nyong’o (@lupitanyongo) em

he can’t exhaust us #289DaysTillMidterms (^words to live by from @katierosesilberman. signs by @eamonh)

Uma publicação compartilhada por Zoey Deutch (@zoeydeutch) em

Marcando a importância da ficção, alguns cartazes usaram séries e personagens consagradas para passar mensagens importantes na luta contra o machismo. Os movimentos Me Too e Time’s Up também foram lembrados durante as Marchas. Confira:

 

#womensmarch #womenempowerment #instadaily #dailyinspiration

Uma publicação compartilhada por Nick Russo (@nickrussox) em

The time is now #womensmarch

Uma publicação compartilhada por Nicole {Zapien} Chandaragga (@nicole.chandaragga) em

#WomensMarch

Uma publicação compartilhada por Theresa Cusimano (@theresacusimano) em

#girlpower #timesup

Uma publicação compartilhada por Life Is A Cucumber (@livinglouder94) em

Em sua conta no Twitter, o presidente Donald Trump ironizou a manifestação. “Belo clima em todo o país, um dia perfeito para todas as mulheres marcharem. Saiam para celebrar as marcas históricas e o sucesso econômico sem precedentes e a criação de riquezas que passou a existiu nos últimos 12 anos. Menor taxa de desemprego feminino dos últimos 18 anos”, escreveu.