“The Thanatos Guild” (6×16) foi dirigido por Joel Novoa e escrito por Beth Schwartz & Ben Sokolowski. Neste episódio, vemos que a vida de ex-vigilante é difícil demais, mesmo quando Thea Queen tenta se afastar dos problemas e finalmente ter a sua chance de viver o seu final feliz tendo uma vida normal, algum problema do seu passado volta para assombra-lá. Esse problema em específico veio de bem longe para relembrar Thea das suas obrigações como a herdeira do “demônio” Malcon Merlyn.

Mas antes de ir embora de vez de Star City, Thea ganha uma merecida festa de despedida com direito a bolo e ameaças do Oliver para o Roy, cumprindo o seu papel de irmão mais velho super protetor. A festa estava indo bem com o clima correto até que começaram a falar de trabalho, impressionante como os personagens não conseguem relaxar por cinco minutos e não focar nos policiais corruptos e sobre confiar na Black Siren.

E falando nisso, o fato do grupo ainda estar dividido vai deixar este trabalho bem mais demorado do que ele precisa ser, já que a Dinah e o Curtis procuram por policiais corruptos e ao mesmo tempo cuidam da Zoe enquanto o Rene se recupera. Se a equipe voltasse a ser o que era, esse problema seria resolvido bem mais rápido e para ser sincera esse desentendimento deles já está se tornando cansativo, espero que o roteiro acabe com essa briga chata o quanto antes.

Enquanto estavam na estrada, Thea e Roy já tinham começado a relaxar finalmente com a ideia do final feliz se tornando realidade, a Thea com mais facilidade do que o Roy que desconfiava de que algo assim tão bom pudesse durar pouco, uma pena que ele acertou sobre a felicidade dos dois acabar tão rápido.

Os dois foram atacados pela Liga dos Assassinos, entretanto não se machucaram pois a Nyssa Al Ghul aparece para ajudá-los. Nem preciso dizer o quanto estou feliz por ela aparecer novamente na série, mesmo que seja somente neste episódio, a presença da Nyssa já nos garante excelentes cenas de ação e uma mudança nas preocupações constantes do Team Arrow sobre os novos planos de ataque do Ricardo Diaz.

Resultado de imagem para arrow 6x16

É muito bom quando uma personagem como a Thea Queen, que teve seus altos e baixos ao longo dos seus seis anos na série, consegue ter uma despedida digna que não deixa nenhum espaço vago sem sentido na história. O fato de terem ligado a sua despedida com uma missão envolvendo A Liga dos Assassinos dá a chance perfeita de finalizar esta etapa na história de Arrow, sem deixar pontas soltas perdidas, o que deixaria os fãs bem frustrados.

Mesmo que a grande vilã Athena não tenha tido chance de mostrar ao que veio, o que foi um imenso desperdício de uma boa personagem que poderia ter sido melhor explorada no episódio, por outro lado quem não deixa a desejar é a Nyssa Al Ghul que ganha um papel fundamental auxiliando a Thea nessa sua última jornada, além de aproveitar a sua estadia em Star City para colocar os seus assuntos em dia com Oliver Queen já que os dois ainda estavam casados, os dois se divorciam oficialmente no estilo Liga dos Assassinos na qual é necessário que um dos ex-parceiros entregue ao outro uma adaga Horc o que simboliza a dissolução do casamento.

E aproveitando o fato de que a Thea resolveu seguir a Nyssa para concluir a sua missão, junto do Roy, dá a entender que este vai ser o final feliz dos dois algo bem no estilo dos dois uma aventura cheia de emoções na qual nenhum dos dois vai ter tempo de ficar entediado.

Mesmo que em “The Thanatos Guild” tenhamos visto várias personagens incríveis que não tiveram tempo de serem aproveitadas na história neste episódio, nada impede que algumas delas aparecem novamente, quem sabe a Tigresa não é recrutada para o Team Arrow? Bem difícil eu sei, mas me deixem sonhar, enfim temos o que esperávamos que foi uma despedida digna para uma personagem que encantou e decepcionou em alguns momentos tal como quase todos os outros dentro da trama. Adeus, Thea Queen, sentirei a sua falta.

Não percam a review do próximo episódio “Brothers In Arms” (6×17). Confira a promo: