Goste você ou não, Anitta está cada vez mais poderosa. Na última sexta-feira (26/05), a cantora se apresentou com Iggy Azalea no palco do Tonight Show, um dos programas mais famosos dos EUA. A performance dividiu opiniões. Enquanto uns adoraram, outros esperavam um pouco mais de desenvoltura por parte da cantora. Porém, é inegável o fato de que a apresentação foi um divisor de águas na carreira de Anitta.

Em uma sociedade patriarcal como a nossa, uma jovem bonita, sexy e talentosa pode ser tudo, menos inteligente. E foi exatamente isso que Anitta provou ser. Após romper o contrato com sua antiga empresária, a cantora passou a administrar a própria carreira com a disciplina de Madonna. Investiu em um staff de profissionais hiper qualificados, repaginou seu visual, lançou hits ainda mais dançantes e clipes com imensa qualidade técnica. Também começou a flertar com o mercado internacional, realizando parcerias com os cantores colombianos Maluma e J.Baldin. Se apresentou na abertura das Olimpíadas Rio 2016 e recentemente assinou contrato com a agência americana WME, responsável por administrar as carreiras de nomes como Rihanna e Drake.  Ufa! Pisa menos, Anitta! Ou melhor, pisa mais que tá pouco.

É engraçado perceber que Anitta tem um papel importante e contraditório no movimento feminista. Sua imagem empoderada e suas músicas retratam mulheres com atitude e sexualmente ativas. O ritmo popular atinge a todas as classes sociais, principalmente as mais baixas, onde mulheres tendem a sofrer maiores represálias machistas. Porém, a cantora já afirmou que não gosta de ser chamada de feminista e se envolveu em algumas polêmicas, como o debate com a também cantora Pitty, no programa Altas Horas. Na ocasião, Anitta criticava o comportamento de algumas mulheres rotuladas como “fáceis”.

anitta

Em uma análise mais crítica das letras, é possível perceber que ela ainda insiste no tal “comportamento de respeito” que uma mulher deve ter, mesmo que de maneira sutil. Seu feminismo gira em torno do homem, do romance ideal e dos embustes que encontramos pelo caminho. E convenhamos, Anitta é a prova viva de que uma mulher pode muito mais do que isso. Seus relacionamentos amorosos inclusive, estão sempre em segundo plano. Ela é muito mais conhecida por seu trabalho do que por seus parceiros. Desde que surgiu na mídia, Anitta só assumiu mesmo o namoro com o modelo Pablo Morais.

Mesmo cheia de contradições, Anitta representa um exemplo para muitas mulheres brasileiras. Mas para conquistar de vez o mercado fonográfico mundial, é preciso aprofundar e afinar o discurso. Suas atitudes e sua obra precisam caminhar juntas. Afinal, mamãe já dizia: “Não basta parecer Beyoncé, tem que dominar o mundo”. E torcemos por isso!

Confira a apresentação: