Home Indicação American Vandal: humor e investigação na nova aposta da Netflix
American Vandal: humor e investigação na nova aposta da Netflix

American Vandal: humor e investigação na nova aposta da Netflix

0
0

Desde 2014, com o lançamento do podcast investigativo Serial, diversos crimes com desfechos insatisfatórios vieram à tona. A justiça americana foi colocada em cheque por documentários como Making a Murder e Confession Tapes, revelando um sistema que acusa e julga sem provas suficientes, em casos fortemente embasados na reputação dos réus.

Nessa onda, a Netflix lançou, dia 15 de setembro, o mockumentary American Vandal. O gênero é uma mistura de brincadeira (mock) com documentário (documentary). Um formato no qual os eventos de uma série ou de um filme fictício são apresentados simulando as características gerais de um documentário. A série acompanha Dylan Maxwell, um típico garoto baderneiro americano, que é acusado de pichar 27 pintos nos carros dos professores de sua escola.

 

A parcela documental da série se encarrega de chegar ao fundo da história. Seria Dylan realmente culpado? O conselho da escola julga que sim. Ele é expulso. Mas além de tentar reverter essa decisão, o documentário tem ainda outro objetivo: provar a inocência de Dylan e impedir que ele seja julgado em tribunal por vandalismo.

Peter Maldonado é o aluno do clube áudio visual que comanda o documentário, junto ao seu amigo Sam e à motorista de plantão Gabi. Peter, de início, não sabe bem o que esperar de seu projeto e muito menos de Dylan. Com o passar dos episódios, fica cada vez mais próximo de seu objeto de estudo. Por muitas vezes se vê compadecido dele.

As semelhanças com Making a Murder não são acidentais. Desde a sequência de abertura, a Netflix quis deixar claro que as séries se conversam, quase como se fossem irmãs. As gravações realizadas durante depoimentos são propositalmente de baixa qualidade, e emulam o que vemos em MaM. Já a aproximação do sujeito estudado com o narrador remete ao podcast Serial, também não à toa. Serial foi um sucesso de audiência, atingindo 80 milhões de downloads e muitas teorias nas redes sociais.

 

O que é genial em American Vandal, no entanto, não é a simples mistura das obras acimas mencionadas, mas seu lado cômico. O ato de pichar 27 pintos é levado a sério. Muito a sério! Ao ponto de se discutir se a presença ou ausência de pentelhos nas bolas seria importante para exonerar Dylan.

Ao assistir à série, você reconhecerá muitos dos personagens. Todos nós conhecemos um Dylan: ele é bagunceiro, mau aluno, fuma maconha, mata aula. Mas há algo de encantador nele. Algo que faz com que você queira acreditar em sua inocência. Ele parece ser culpado de um crime apenas: péssima reputação.

American Vandal, ao contrário de seu protagonista, já vem acompanhada de ótimas críticas, e se você é louco por documentários e séries criminais, vale a pena conferir!

American Vandal
Elo Kyrmse Planta orquídeas, ama Seinfeld e escuta metal pesado. Apenas uma das afirmações anteriores é verdade.

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *