Home Séries American Horror Story American Horror Story 7×10 – Charles (Manson) in Charge
American Horror Story 7×10 – Charles (Manson) in Charge

American Horror Story 7×10 – Charles (Manson) in Charge

0
0

E Evan Peters não para! E Kai também não. Nesse episódio, o penúltimo da temporada, pudemos entender como toda essa loucura de Kai em entrar na política começou. Kai é enviado ao psicólogo para controlar suas crises de raiva depois de bater em uma das amigas de Winter. Porém, a psicóloga designada a ele é Bebe (ex-namorada de Valerie Solanas) e é aí que começa a estupidez.

Bebe decide que é uma ótima ideia tentar convencer Kai de se sacrificar pelo movimento de Solanas. O plano é que Kai enfureça as mulheres a ponto de elas se juntarem e começaram um movimento feminista radical. É nessa hora que dá aquela vontade de bater com a cabeça na mesa, junto com os milhares de gritos de “Burra!” em sua mente. Porque é óbvio que você não dá corda para um homem que já tem um poder por viver em uma sociedade machista, com problemas de raiva. Muito menos se isso fará ele sentir como é o gosto do poder. Sem falar que em que universo um homem pode entender a luta das mulheres e ser completamente honesto e dedicado à esse movimento? Nenhum!

A conclusão: só tem psicólogo porcaria nessa série. Estudar pra quê, né?

No presente, vemos quais são os futuros planos de Kai: continuar até estar na Casa Branca. E para isso ele continua contando histórias de outros líderes de culto para o clube do bolinha. Dessa vez, ele fala sobre Charles Manson. E mais uma vez, Evan Peters é quem interpreta o personagem. Pelo andar das coisas, eles estão planejando uma noite de massacre.

Kai chegou a um nível sem precedentes em sua loucura. Ele começou a ouvir barulhos que não estavam lá, assim como uma paranoia extrema de estar sendo perseguido. Ele tem certeza que há um espião dentro de seu culto. Ally se safa dessa dúvida ao matar Bebe após ela bater em Kai.

A respeito de Ivy, ainda não temos uma conclusão do que aconteceu. Kai disse a Winter que ela foi a Paris, para um curso de culinária. Então, ou ela realmente está morta ou Kai só não descobriu que ela está viva ainda. Mas ele parece pensar que ela saiu de cena. Nós também nem conseguimos ler Ally; porque ela parece bem feliz ao falar para Winter que matou Ivy. Agora, talvez Ally esteja mentindo (se ela não tiver matado Ivy de verdade) para fazer Winter sofrer também, já que Ally suspeita que ela e Ivy tiveram um caso. Sem falar que Winter não é nada confiável, sempre contando os segredos das mulheres para o seu irmão. Difícil gostar de uma personagem que fala querer a liberdade das mulheres, mas sempre está indo atrás e acatando as decisões do irmão super machista.

Minha maior decepção na série é a ausência dos palhaços após os primeiros episódios. Mas eles finalmente voltam para matar Gary e fazer a população entrar em pânico. Beverly volta ao trabalho de antes: apresentando uma reportagem sobre o assassinato com uma entrevista de Kai culpando seu rival pela morte. Podemos ver que Beverly está sendo ameaçada para continuar trabalhando, o que me faz pensar que talvez ela não seja um dos personagens com mais chances de acabar com a loucura de Kai, como eu pensava antes. E ela está tão insegura que nem quando Winter tenta ajudá-la a fugir ela aceita, achando ser uma armadilha.

E quando tenta ajudar, Winter se queima. Quando descobre sobre a passagem de trem, seu irmão a acusa de ser o espião que ele procurava dentro do culto. Louco, ele mata Winter (e também descobrimos que, realmente, Winter e Ivy tinham um caso). Descobrimos depois que Speed Wagon (um dos membros do clube do bolinha) é o espião e Ally é quem descobre isso, se aproximando dele.

 

O que Ally fará a partir de agora sabendo quem é o espião é incerto. Além disso, ainda não sabemos para quem Speed Wagon trabalha. Uma coisa é certa: no próximo episódio teremos todas as respostas.

Confira a promo do próximo episódio:

 

Tathiane Forão Estudante de Rádio, TV e Internet na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), estudante honorável nas aulas de Cinema (aulas eletivas, melhor coisa), 19 anos e louca das séries

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *